Folar Alentejano



Aproxima-se mais uma época festiva. E qual é mesmo a melhor maneira de a comemorar? À mesa, claro está. :) Na minha família, e na maioria das casas alentejanas, a par do borrego e das amêndoas com chocolate, não podem faltar os folares. Simples, com ou sem ovo cozido, e com as características tiras de massa por cima a cobrir o ovo. Um aroma a aguardente, canela e erva doce. E pronto temos folares.
A tradição diz que é um bolo que celebra a reconciliação e a amizade e durante as festividades cristãs da Páscoa, os afilhados costumam levar, no Domingo de Ramos, um ramo de violetas à madrinha e esta, no Domingo de Páscoa, oferece-lhe em retribuição um folar...

Mas e a lenda conhecem? É baseada numa história romântica, que podem ler AQUI
Verdade ou não, gosto sempre de conhecer o que está por trás das receitas tradicionais... e de as fazer. 

Deixo-vos assim a minha receita de folares, que após várias experiências, tirando um bocadinho de cada uma e de outra, me fez chegar a esta versão, a mais apreciada cá em casa, e aprovadíssima pela princesa devoradora de folares. :)

Se quiserem uma verão alternativa, podem ver também esta receita muito boa de FOLAR DE MAÇÃ E AMÊNDOA.

| Folar Alentejano |

Ingredientes (faz 2 grandes ou 3 pequenos)
| 200 ml Leite
| 25g Fermento padeiro fresco (ou 1 saqueta de seco)
| 750g Farinha Tipo 65, sem fermento
| 150 a 200g de Açúcar
| 100g Margarina
| 30g Banha
| 2 Ovos
| 50 ml Aguardente
| 1 c.chá Canela em pó
| 1 c.chá Erva Doce em pó
| Pitada de Sal

| Para decorar: 2 ou 3 Ovos cozidos, com casca (Opcional)

Método by Bimby
1. Deitar no copo, o leite e o fermento, programar 2 min | 37ºC | Vel.2 
2. Juntar os restantes ingredientes, à excepção da farinha e programar  15 seg | Vel.3.
3. Juntar a farinha e programar 30 seg | Vel.5  e de seguida 3 min | Vel. Espiga 
(Pode ser necessário juntar mais um pouco de farinha. Deve ficar uma massa húmida, mas que se tire facilmente do copo)
4. Tirar a massa do copo, e colocar numa taça. polvilhada com farinha. Tapar com um pano ou película,  Repousar 30 min a 1 hora, em local morno, e sem correntes de ar, até dobrar de volume.
5. Dividir a massa em 3 ou 4 partes. Formar 2 ou 3 folares, e com a parte que sobra, fazer tiras de massa para decorar, em cruz, e à volta da base do folar. Antes de colocar as tiras, pode por-se ou não um ovo cozido.
6. Repousar de novo, cerca de 30 min. (pode ser dentro do forno ligeiramente aquecido, a 50°C, mas desligado) 
7. Ligar o forno a 170ºC. Pincelar os folares com leite, ou ovo, e levar ao forno, cerca de 30 min, vigiando, para não queimarem por cima. Se necessário tapar com papel de alumínio. (Podem por-se no forno, sem estar pré-aquecido, assim vão crescendo à medida que o forno aquece)
8. Tirar do forno, tapar com um pano, e deixar arrefecer antes de cortar.

Método  Tradicional
1. Amornar ligieramente o leite e juntar o fermento.
2. Num alguidar deitar os ingredientes secos e misturar.
3. Fazer um buraco no centro e deitar todos os restantes ingredientes, e por cima o leite morno.
4. Misturar e amassar bem .(Pode ser necessário juntar mais um pouco de farinha, no final de amassar, deve ficar uma massa húmida, mas moldável e que não agarre nas mãos) 
5. Tapar com um pano ou película,  Repousar 30 min a 1 hora, em local morno, e sem correntes de ar, até dobrar de volume.
6. Dividir a massa em 3 ou 4 partes. Formar 2 ou 3 folares, e com a parte que sobra, fazer tiras de massa para decorar, em cruz, e à volta da base do folar. Antes de colocar as tiras, pode por-se ou não um ovo cozido.
7. Repousar de novo, cerca de 30 min. (pode ser dentro do forno ligeiramente aquecido, a 50°C, mas desligado) 
8.Ligar o forno a 170ºC. Pincelar os folares com leite, ou ovo, e levar ao forno, cerca de 30 min, vigiando, para não queimarem por cima. Se necessário tapar com papel de alumínio. (Podem por-se no forno, sem estar pré-aquecido, assim vão crescendo à medida que o forno aquece)
9. Tirar do forno, tapar com um pano, e deixar arrefecer antes de cortar.

Dicas:
_Esta receita faz 2 folares grandes ou 3 mais pequenos.
_Colocar uma taça de água já quente no fundo do forno, logo quando se liga. Quando colocar os folares, o forno já terá humidade. Esta humidade vai deixá-los mais fofinhos durante mais dias (o mesmo truque deve ser usado para o pão). No caso de forno elétrico, em alternativa, pode jogar-se para o fundo do forno, 3 ou 4 pedras de gelo, quando já tiver quente e os folares/pão no interior. O gelo vai derreter e gerar humidade imediata. 
Não convém abrir o forno muitas vezes, para não perdera humidade. 

Bom apetite e bons "Postiscos"! 

Se gostou, e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do post. Obrigada!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe por favor a sua opinião! Obrigada pela visita! Volte sempre.