Pizza {Sem Pecado}


Pizza é uma receita internacional, muito apreciada, que faz uma refeição rápida, ou até um petisco.
Na sua receita original não é um prato nada saudável, pois além do hidrato de carbono da base, massa tipo pão, ainda é composta normalmente por molhos, enchidos, e queijos com muita gordura.
É portanto um prato muito calórico.
Mas sabe tão bem, e porque não pensar numa forma de a aligeirar, tirando-lhe o peso do pecado, tornando-se até num prato bem leve e saudável.
Comecemos pela base. Couve-flor em vez de farinha. Parece estranho, eu sei. Mas a verdade é que no final não se nota. Juro! Não é igual, mas disfarça muitíssimo bem. Se não contarem, ninguém dirá que é de couve-flor.
Passando ao molho. Em vez ketchups, molhos de tomate de pacote, que tal fazer um molhinho de tomate caseiro, sem refugados?
Para finalizar, o que salta à vista: Queijo não pode faltar. Mas podemos usar magro. Só falta o resto... e é só dar largas à imaginação... desde legumes frescos, fiambre de aves, frango, atum em água, camarão...e por aí 

Temos assim, uma refeição bem mais leve, sem hidratos de carbono e sem glúten, e com pouca gordura.

Esta foi uma das receitas testadas no workshop "Balança vs Prato" e o feedback foi surpreendente.

Ora experimentem lá:
Ingredientes:
Base:
- 1 Couve-flor média
- 1 Ovo
- 50 g mozzarela magra ralada
2 c.s. parmesão ralado (queijo em pó)
1 c.s. ervas aromáticas (orégãos, mistura de ervas, etc)
1.   Ralar a couve-flor, usando por exemplo um robot de cozinha.
2.   Colocar num pirex e levar ao micro-ondas, tapado com pelicula aderente perfurada com um garfo, cerca de 5 min. (até estar cozida)
3.   Retirar e espremer bem, para tirar a água que se acumula da cozedura
4.   Juntar os queijos, as ervas e ovo. Envolver bem.
5.   Num tabuleiro de forno, colocar uma folha de papel vegetal e untar com azeite.
6.   Deitar a massa espalhar em forma circular.
7.   Levar a forno pré-aquecido a 180º até cozer e ganhar cor (cerca 10 min).
Molho de tomate:
1.   Limpar de peles e grainhas 4 tomates maduros e picar.
2.   Descascar e fatiar finamente 1 cebola pequena e picar 2 dentes de alho.
3.   Colocar num tacho a cebola, o alho, 1 folha de louro e um fio de azeite. Assim que aquecer (sem refugar) juntar o tomate e 2 ou 3 tiras de pimento (verde e/ou vermelho). Deixar cozinhar em lume brando.
4.   Temperar com sal, retirar o louro e triturar tudo até estar um molho cremoso.
5.   Se estiver muito ácido, pode juntar-se um pouco de açúcar e deixar ferver.
Pizza:
1.   Na base já cozida, espalhar o molho de tomate, e queijo mozzarela magro.
2.  Juntar os restantes ingredientes a gosto (tomate fresco, frango cozido, fiambre de aves, presunto magro, atum, marisco, cogumelos, cebola, pimento fresco, azeitonas, bróculos pré- fervidos, orégãos, etc)
3.   Levar ao forno bem quente, até derreter o queijo, cerca de 5 min.
  
Servir! e Bom apetite... "Postiscos" saudáveis
  
Dicas:
A base da Pizza pode ser preparada, e cozinhada, depois congelar-se. Fica prontinha para uma próxima refeição. É só deixar descongelar (até pode ser diretamente no forno quente, uns minutinhos. Depois colocar o molho e os ingredientes e seguir a receita.
Pizza saudável em 5 minutos.
O molho de tomate pode ser feito em quantidade maior, e congelar em doses prontas a usar. Poderá servir para outros pratos como por exemplo almôndegas. É bem mais saudável que qualquer um de compra.

                        Se gostou e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do Post.

Espiral de Courgette {com Frutos do Mar}

O frio continua a apertar. E a nossa mesa ainda pede refeições de conforto. Indo de encontro ao tema da balança vs prato, trago mais um prato saudável,  em que as calorias são reduzidas, sem comprometer o sabor. Aliás, quanto a mim, com um resultado bem melhor.
No que a esta matéria diz respeito, o lema continua a ser: Desafiar a criatividade e imaginação e tentar criar pratos mais saudáveis, com ingredientes do dia-a-dia. Recuso-me a cozinhar comida desenxabida, feia e sem graça. Isso é ponto assente.
Substitui-se a massa por courgette, as natas por creme de soja, as ervas reduzem o sal, o queijo é magro e não há refugados. O que é que se pode pedir mais?
Cá em casa foi um sucesso, e é mais prato que dá para fazer sobrar para a marmita do dia seguinte. Sem dúvida a repetir!

Ingredientes:
- 2 courgettes médias
- 1 embalagem de mistura de marisco congelado
- 100 g miolo de camarão médio/grande
- 3 ou 4 palitos de delicias do mar
- 1 lata de cogumelos
- 1 embalagem de creme de soja
- 1 cebola pequena
- 3 dentes de alho
- 2 c.s. polpa de tomate
- vinho branco q.b.
- 1 bola de mozzarella fresca magra
- Mistura de alho e ervas aromáticas
- salsa q.b
- paprika q.b.
- sal q.b
- azeite q.b
- 1 folha de louro
- pão ralado, queijo em pó e orégãos, para polvilhar 

Método:
1. Cortam-se os topos às courgettes e lavam-se bem. Com um espiralizador, corta-se a courgette em esparguete. Também se pode usar um ralador largo, ralando-a longitudinalmente, de forma a ficarem fios finos e compridos.
2. Num wok ou numa frigideira bem larga e já quente salteia-se a courgette com  um fio de azeite e mistura de ervas aromáticas ate ficar 'al dente'. Não deve cozinhar demais, pois ainda vai ao forno a seguir.
Vai criar algum caldo, que se vai escorrendo, para uma taça, reservando-se.
Reserva-se  no pirex de levar ao forno.
3. Pica-se finamente a cebola e os dentes de alho. Deitam-se na mesma frigideira, com um fio de azeite, a folha de louro, a salsa picadinha e um pouco do caldo reservado (quantidade apenas para não refugar). Deixa-se cozinhar.
4. Junta-se a polpa de tomate, um pouquinho de vinho branco e os cogumelos bem escorridos, mexe-se e fica em lume alto, uns minutos.
5. Junta-se o marisco descongelado e escorrido (à exceção das delicias do mar). Tempera-se com a paprika, as ervas e um pouco de sal.Cozinha mais uns minutos.
6. Junta-se o creme de soja e deixa-se ferver e apurar um pouco. Retificam-se os temperos.
7. Deita-se sobre a espiral. Dispõem-se as delicias e a mozzarella cortadas em pedacinhos.
8. Polvilha-se com pão ralado e um pouco de queijo em pó e óregãos.
9. Vai ao forno, pré-aquecido a 180°C a gratinar.

Bom apetite E bons "postiscos"!

Se gostou e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do Post.
                                      

Perninhas de Frango Suculentas

Normalmente, no dia-a-dia cá de casa, cozinho ao jantar uma refeição queseja possível fazer sobrar, guardar e servir de almoço no dia seguinte. O fim de dia é sempre a mil, entre ajudar nos tpc's, banhos, e afins, nem sempre o tempo disponível para a cozinha é aquele que desejo. Gosto de cozinhar tranquilamente. Ir juntando ingredientes a sentimento, à medida que o tacho os pede. 
Quando não é possível, sou adepta de receitas rápidas, em que toda a ajuda das tecnologias é bem vinda. Bimby, mandolinas, espiralizadores, etc.  E o forno, claro. É só temperar, e deixá-lo trabalhar.
Neste receita usei uns sacos próprios para assar a vapor, que permitem que a comida fique assada, mas muito mais suculenta.
Fácil na preparação, e com uma confecção descansada, libertando o nosso tempo para outros afazeres!

Ingredientes:
- Cerca de 1 kg de pernas de frango 
- Batatinhas novas para assar
- 1 cubo de caldo de galinha (opcional)
- 4/5 dentes de alho
- 1 limão
- Vinho branco, cerca de 1 dl
- Colorau q.b.
- Tomilho-Limão seco (usei da Aromas d'Oureana)
- Mistura de alho em pó e ervas aromáticas
- Sal q.b
- Fio de azeite

Método:
1. Pré-aquecer o forno a 180/200°
2. Arranjar as pernas de frango, limpando as peles em excesso e separando a perninha da coxa.
3. Lavar, descascar e cortar ao meio as batatinhas.
4. Colocar dois sacos de cozer ao vapor numa assadeira.
5. Num deles colocar o frango, noutro as batatas.
6. Descascar e esmagar os dentes de alho. 
7. Numa taça juntar o cubo de galinha desfeito, o sumo de limão, o vinho branco e is restantes temperos, à exceção do azeite. ( Se usar o cubo galinha, cuidado com o sal). Misturar bem.
8. Deitar parte da mistura no frango até envolver toda a carne, e a restante nas batatas, envolver juntar um fio de azeite.
9. Fechar os sacos, e levar ao forno.
Demorará cerca de 30 min.
Ao fim do tempo tirar do forno, repousar uns minutos e abrir os sacos.
Voltar a levar ao forno 5 a 10 minutos só para tostar um pouco.

Servir e Degustar! Contenham-se para não molhar um pãozinho no molho maravilhoso... Que é o mais difícil!!! :)

Bom apetite, e Bons "Postiscos"!

Se gostou, e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do post. 
Obrigada!




Cogumelos Salteados & Camarão Frito

A Gumelo, gentilmente ofereceu ao Pão com Chocolate uma caixa de "Gumelo Original". Foi muito interessante ver a rapidez com que os cogumelos se desenvolvem e crescem... Em nossa casa, ou melhor, no meu caso no móvel da sala!
Desde a abertura da caixa até à colheita passaram exactamente 9 dias. Mais de 300 g de cogumelos fresquinhos, apanhados e directamente para o tacho. Maravilha!
Achei que, com eles devia fazer uma receita muito simples, para que pudesse apreciar convenientemente o sabor genuíno do cogumelo. Acompanhados por uns Camarões também bem simples mas intensos no sabor. Resultado magnifico e rapidíssimo.Foram cerca de 15 minutos até o prato estar servido. Faz uma entrada, ou uma refeição principal requintada e reconfortante.
Os "Pleurotus" são mesmo muito bons. Não se comparam aos cogumelos de estufa que habitualmente compramos no supermercado. Remeteram-me de imediato, para os tempos de criança em que após uns dias de chuva seguidos de sol, saiamos para o campo para apanhar cogumelos selvagens, com quem os sabia distinguir, claro!
As ervas que usei são da Aromas d'Oureana, que são ervas secas, naturais e biológicas. O tomilho-limão com um toque cítrico, e a segurelha, que é levemente picante, dão o toque especial.

Deixo-vos a receita, que na verdade são duas. Pois podem sempre fazer em separado, como entrada ou petisco.
Bom apetite!

Ingredientes:

Para os cogumelos:
- 300 g de cogumelos frescos (Pleurotus Ostreatus da Gumelo ou outros)
- 3/4 dentes de alho
- 1 folha de Louro (usei Aromas d'Oureana )
- 2 c.s. Azeite
- Flor de Sal q.b.
- Colorau q.b
- Tomilho-limão q.b. (usei Aromas d'Oureana )
Camarões:
- 6/8 Camarões grandes
- 4 dentes de alho
- 1 c. chá de Mostarda
- 4/5 c.s. Azeite
- Whisky q.b.
- Segurelha q.b. (usei Aromas d'Oureana )
- Tomilho Limão q.b. (usei Aromas d'Oureana )
- Flor de Sal q.b

Método:
1. Lavar e arranjar os cogumelos, cortando em pedaços.
2. Aquecer uma frigideira anti-aderente ou um Wok, deitar o azeite, os alhos picadinhos e a folha de louro.
3. Assim que os alhos fervilharem juntar os cogumelos e todos os temperos, deixar saltear em lume forte.
4. Retirar e reservar num pirex, tapando para manter quente.
5. Entretanto abra os camarões descongelados,  pelo "lombo", sem os separar na totalidade. Reservar.
6. Na mesma frigideira dos cogumelos, sem a lavar, deitar o azeite, os alhos esmagados com um esmagador (ficando quase uma pasta) e a mostarda. Mexer bem, levar ao lume forte e deixar fervilhar.
7. Juntar os camarões e os temperos, deixar fritar em lume alto, cerca de 5 minutos. 
8. Regar com um pouco de wishky, e flambear (ou seja acender um fósforo ou isqueiro, junto aos camarões, com cuidado, que irá cria-se uma chama. Assim que acabe o álcool, apaga) (Se tiver receio de flambear, é só deixar saltear em lume muito alto)
9. Retificar temperos.

Servir os cogumelos com os camarões e pão torrado, acompanhados de um bom copo de vinho e umas azeitonas alentejanas :)

Bom apetite e Bons "Postiscos"!

Se gostou, e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do post.
Obrigada!


A evolução dos Gumelos
As Ervas Aromáticas da  Aromas d'Oureana