Folares de Páscoa {Desafio de Maçã}

A Páscoa está aí à porta e a minha cozinha não vai deixá-la passar em branco!
Portanto o meu primeiro Post Pascal, é dedicado aos folares!

Aceitei o desafio de um grupo do Facebook, ao qual me juntei recentemente "Dia 1 ... Na Cozinha!"  (que consiste em publicar impreterivelmente ao dia 1 de cada mês a nossa receita, de acordo com o desafio do mês)
Este mês os folares, foram os eleitos, e são assim, os convidados especiais.
No grupo, o convite para este desafio vem acompanhado da Lenda dos Folares... que confesso, desconhecia, mas é deliciosa, e não posso deixar de a partilhar. Não que eu seja religiosa, pois efetivamente não sou... Ainda assim, considero importante cumprir as tradições, mais que não seja por reunir a família em convívio em torno de uma mesa recheada... e quando a lenda nos fala em paz, reconciliação e amizade... não podia ficar de fora...

A Lenda:
Reza a lenda que, algures em Portugal, vivia Mariana, moça cuja única aspiração era casar. Com as suas rezas a Santa Catarina logo lhe acudiram dois pretendentes: um jovem fidalgo e um pobre lavrador. Depois do auxílio divino, Mariana escolheu o pobre lavrador.
Na véspera do Domingo de Páscoa, porém, orava ainda atormentada com a ideia de que o fidalgo apareceria no dia do matrimónio para executar o seu noivo e por isso, no dia de Páscoa, levou uma coroa de flores ao altar de... Santa Catarina pedindo clemência. Chegada a casa tinha um bolo com ovos inteiros, rodeado com as flores que havia posto no altar naquela manhã. Mais tarde, descobrira que também o jovem fidalgo e o pobre lavrador o tinham recebido. Obra de Santa Catarina, segundo ela, como forma de acabar com as disputas.
Esse bolo, o "Folore” (designação original), símbolo da paz e reconciliação que exalta a amizade entre amigos, familiares e vizinhos reunidos à mesa em tempo Pascal.

Assim sendo, o folar é talvez a iguaria mais tradicional, que corre o país de norte a sul. Tem variadíssimas versões, desde doces a salgadas, simples ou mais elaborados...

Aqui no meu Alentejo os folares são geralmente simples. Numa versão mais rápida, partem da massa do pão, onde se adiciona ovos, açúcar, gordura, aguardente, canela e ervas doces.
Quando feitos do início, a massa deve levedar, crescer, moldar, e voltar a descansar. É um processo de paciência, e respeitar os tempos ditados pela própria massa é o segredo.
Eu adoro, e todos os anos faço a minha versão, à qual acrescento ou altero sempre qualquer coisa...

Desta feita, e respondendo ao desafio, fugi um pouco ao tradicional, e resolvi experimentar uma versão com maçã. Já em tempos tinha tentado uma receita, que não correu muito bem.
Mas como desafio implica novas experiências, voltei a tentar, e desta vez fiz um mix entre os ingredientes tradicionais do folar alentejano, juntando-lhe a maçã e a amêndoa.

Posso dizer que foi uma combinação mágica. Saiu Perfeito!

Folar Doce de Maçã e Amêndoa

Ingredientes:
  • 600/650g de farinha 65
  • 180g de margarina (temperatura ambiente)
  • 3 ovos
  • 1,5 dl de leite
  • 1 cubo de fermento de padeiro fresco (ou 1 saqueta de fermento seco)
  • 1 colher sopa de açúcar (bem cheia)
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher chá de erva doce em pó
  • 1 colher chá de canela em pó
  • 0,3 dl de aguardente
  • 4 maçãs
  • Margarina q.b. (para barrar)
  • Canela em pó q.b. (para polvilhar)
  • 180g de açúcar amarelo
  • 100g de amêndoa palitada
Método:
Com bimby:
  1. No copo, juntar o fermento com o leite, vel.2, 2 min, 50ºc.
  2. Juntar a margarina, os ovos, o sal, a colher sopa de açúcar, a c. chá de erva doce, a c. chá de canela e a aguardente, misturar, 30 seg., vel 4.
  3. Juntar a farinha, misturar, 30 seg., vel 4.
  4. Programar mais 5 min., vel. Espiga. (Se a massa estiver muito mole, ir polvilhando com farinha, até não agarrar ao copo)
  5. Retirar para uma taça polvilhada, cobrir com uma manta e deixar levedar até ficar com o dobro do volume (cerca de 2 horas).
  6. Amassar novamente e estender a massa em forma de retângulo.
  7. Barrar com a margarina, polvilhar com o açúcar amarelo e a canela, espalhar por cima as maçãs descascadas e cortadas em cubinhos (ou raladas grosseiramente) e também a amêndoa palitada. Enrolar, num rolo comprido, e cortar em fatias grossas (cerca de 10) dispondo-as com o corte para cima, numa forma untada com margarina. Descansar 20 a 30 min.
  8. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 45 minutos.
  9. Tirar do forno, e se se pretender um aspeto brilhante, pincelar com mel diluído num pouco de água.
 Método Tradicional:

- Amornar o leite e dissolver o fermento.
- Num alguidar, juntar os ingredientes dos pontos 2 e 3, misturar e amassar.
- Seguir os pontos 4 a 8 conforme acima.

Bom apetite, Bons "Postiscos" e Uma Páscoa feliz!  

Se gostou, e quer guardar ou imprimir, clique no botão "Print" no final do post.

Obrigada!



10 comentários:

  1. Olá Vanda, parabéns adorei o teu blog.
    Este folar esta lindíssimo beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Adoro todos os bolos, doces e sobremesas com maçãs. A versão folar também deve ser expetacular.
    Boa Páscoa
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou mesmo muito bom! Obrigada! Boa Páscoa.

      Eliminar
  3. Fica sempre uma apresenatçao fantástica, assim ás rosas, e deve esta ruma delicia.
    Boa Páscoa.
    Bjs.
    Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paula. Está de facto muito bom...ou estava, porque já nao há. :)
      Boa páscoa também!

      Eliminar
  4. Adoro o sabor a maçã, por isso deve ser uma delícia. ;)
    Ficou com um aspeto delicioso :)
    Bjs
    Margarida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Margarida! Vale a pena experimentar! :-)
      Beijinho. Vanda

      Eliminar

Deixe por favor a sua opinião! Obrigada pela visita! Volte sempre.